Gutenberg Ventures

O mercado imobiliário no metaverso

Investimentos imobiliários em um mundo virtual

Mark Zuckerberg anunciou o Metaverso, um mundo virtual no qual ele gostaria de transferir, nos próximos anos, uma parte importante da vida das pessoas. Será uma plataforma de rede social online a ser construída e operada pelo Facebook e, provavelmente, por várias outras empresas de tecnologia também.

Na base de tudo existe uma espécie de boom imobiliário. Na prática, as pessoas poderão comprar espaços e construções digitais por um preço alto, na forma de NFT, um certificado que garante sua autenticidade e propriedade. O pagamento ocorre em criptovaluto.

Assim como acontece com os investimentos reais, depois de comprar terrenos e propriedades virtuais, você pode mantê-los por um determinado período e, em seguida, vendê-los (com sorte) por um preço mais alto.

Certamente é um fenômeno um tanto difícil de entender para quem não frequenta este mundo.
Na realidade, porém, isso já está acontecendo. Na verdade, existem empresas e indivíduos que investem grandes somas para adquirir a propriedade de pequenos quadrados virtuais. Ninguém pode garantir o sucesso ou o fracasso desse fenômeno.

O investimentos virtuais eles podem, na verdade, ser lucrativos ou fazer um grande negócio flop. Não é uma pequena falha porque afetaria vários setores: imobiliário, financeiro e digital.

O metaverso não é nada novo

Esta expressão, para muitos novos, remonta ao início dos anos noventa e tem sido usada com referência a espaços tridimensionais e virtuais onde é possível fazer muitas coisas: caminhar, fazer compras, ir a concertos, etc.

Por exemplo, Decentraland, é um mundo virtual acessível a partir de fevereiro de 2020, cujos lotes estão à venda desde 2017. A criptomoeda utilizada é a Onde, uma moeda derivada e paralela de ethereum (atualmente, 1 Onde vale cerca de 3 euros).

Nas realidades virtuais, os terrenos nada mais são do que quadrados ou retângulos de um grande mapa, identificados por coordenadas precisas.
O valor dos terrenos é dado pela importância da plataforma em que se encontram e pela sua centralidade ou relevância no mapa.
Exatamente como na realidade, até para metaversos existem consultores especiais e imobiliárias.

Por que grandes empresas e pequenos investidores compram e vendem terrenos e propriedades imobiliárias virtuais não é claro e exclusivo para todos. Para alguns, é uma forma de investir criptomoedas. Aos olhos dos outros, no entanto, é um aposta bastante arriscada.

Nas hipóteses mais róseas, o Metaverso deve se tornar cada vez maior e mais povoado, e sempre será ativo, paralelo ao mundo físico.


Source: LAVORINCASA.it by www.lavorincasa.it.

*The article has been translated based on the content of LAVORINCASA.it by www.lavorincasa.it. If there is any problem regarding the content, copyright, please leave a report below the article. We will try to process as quickly as possible to protect the rights of the author. Thank you very much!

*We just want readers to access information more quickly and easily with other multilingual content, instead of information only available in a certain language.

*We always respect the copyright of the content of the author and always include the original link of the source article.If the author disagrees, just leave the report below the article, the article will be edited or deleted at the request of the author. Thanks very much! Best regards!


Fonte da notícia : https://paginajournal.com/o-mercado-imobiliario-no-metaverso/

Data da publicação : 2022-01-06 08:00:46

#mercado #imobiliário #metaverso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.