Gutenberg Ventures

Apesar da queda generalizada do mercado, terreno virtual no metaverso custa no mínimo R$ 58.000

O preço dos terrenos virtuais no metaverso seguem valorizados, apesar da queda generalizada do mercado de criptomoedas nesta virada de 2021 para 2022. Em duas das principais plataformas do metaverso, The Sandbox (SAND) e Decentraland (MANA), os menores pedaços de terra disponíveis para compra estão sendo vendidos por 3,7 ETH e 3,46 ETH, respectivamente.

Considerando a cotação do par ETH/BRL a 17.200, ambos os terrenos custariam nada menos do que R$ 62.000 e R$ 58.000, de acordo com levantamento de uma reportagem da Fortune baseada em informações da platforma de gerenciamento de dados Meta Metric Solutions.

O menor tamanho de terreno disponível nesses ambientes digitais são terrenos de 96 metros quadrados em The Sandbox e de 16 metros quadrados em Decentraland. Há aproximadamente um ano atrás, esses pequenos lotes virtuais eram vendidos por frações de Ether, ou menos de R$ 5.000, de acordo com a reportagem.

Ouvido em uma reportagem do Business Insider, o CEO da Tokens.com, Andrew Kiguel, revelou ter tido ganhos de dez vezes apenas com a valorização do preço dos terrenos após o hype do metaverso. Em novembro, a empresa adquiriu um terreno na Fashion Street do Decentraland por mais de R$ 12 milhões. Na ocasião, tratou-se do terreno virtual mais caro jamais vendido.

Os ganhos podem ser ainda maiores em áreas virtuais de alto tráfego onde pode haver demanda por aluguel por parte de marcas que desejem atrair os usuários aos seus espaços imersivos virtuais, de acordo com Kiguel:

“É tudo uma questão de localização. Quanto mais visitantes transitarem pela área, mais valiosa será a terra e mais marcas e anunciantes estarão dispostos a investir para alcançar essas pessoas.”

De acordo com o DappRadar, terrenos virtuais em metaversos populares como Decentraland, The Sandbox, Somnium e CryptoVoxels tornaram-se commodities quentes tanto para investidores quanto para especuladores depois que o Facebook anunciou a mudança de sua marca para Meta, no final de outubro.

LEIA MAIS

Fonte da notícia : https://compreiativo.com.br/apesar-da-queda-generalizada-do-mercado-terreno-virtual-no-metaverso-custa-no-minimo-r-58-000-19704.html

Data da publicação : 2022-01-10 14:21:06

#Apesar #queda #generalizada #mercado #terreno #virtual #metaverso #custa #mínimo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.